acessibilidade-para-deficientes-fisicos

Acessibilidade para Deficientes Físicos

Acessibilidade para Deficientes Físicos

As pessoas portadoras de deficiência buscam, cada vez mais, exercer os seus direitos. Elas valorizam a autonomia, a dignidade e a inclusão na sociedade pela igualdade de oportunidades.

A questão da acessibilidade para deficientes físicos e o seu grau de importância está diretamente ligada ao ambiente em que eles vivem, ou seja, se as condições mínimas de acessibilidade forem cumpridas os deficientes físicos conseguem exercer sua cidadania através da independência no direito de ir e vir. Quanto mais atendidas forem as normas de acessibilidade, menos significativo é o grau de deficiência e mais participativo eles se tornam na sociedade.

Aproximadamente, 12% da população mundial tem algum tipo de deficiência física. Isso significa que mais de 800 milhões de pessoas precisam de uma infra-estrutura especial, pensada para atender suas necessidades. De nada adianta um ônibus com espaço e rampa para cadeirantes, por exemplo, se o deslocamento até o ponto de embarque é inviável, com calçadas cheias de buracos, falta de rebaixos ou escadarias. O resultado mais negativo dessa falta de acessibilidade se dá no acesso às escolas atingindo as classes mais pobres, o que leva, muitas vezes, ao abandono dos estudos.

 

Equipamentos para Deficientes Físicos

Os equipamentos para deficientes físicos têm melhorado muito nos últimos anos, motivados por dicas de seus usuários, que se sentem mais valorizados e exigem seus direitos, pela evolução tecnológica e pelo próprio governo, o qual fortaleceu políticas inclusivas e lançou normas como a NBR 15655-1 e a 9050-2015, que no seu capítulo 6.7, diz: “Quando houver degraus ou escadas em rotas acessíveis, estes devem estar associados a rampas ou equipamentos eletromecânicos de transporte vertical.”

Na medida em que o atendimento às normas torna-se obrigatório para liberação de projetos, alvarás e outros, a sociedade ganha milhares e milhares de trabalhadores e consumidores ávidos por novas oportunidades, fomentando todas as áreas da economia. Mas, para que tudo isso possa acontecer da forma mais abrangente possível, é indispensável o uso de equipamentos adequados, afinal, um deficiente pode ter um direito adquirido, porém, na maioria das vezes, ele precisa se deslocar para aproveitá-lo.

Dois equipamentos bastante interessantes e que servem tanto para o uso público como privado, são as plataformas de acessibilidade até 2 e 4 metros da Projemak. Atendendo, totalmente, a NBR 15665-1, norma específica para plataformas de elevação, elas são perfeitas para bancos, shoppings, escolas, clínicas, comércios, etc. Permitem total autonomia sobre o equipamento com muita segurança e conforto. Para saber mais, acesse: Plataforma de Acessibilidade até 2 metros e Plataforma de Acessibilidade até 4 metros.

 

Elevadores Residenciais para Portadores de Necessidades

Os elevadores residenciais para portadores de necessidades especiais já são uma tendência, pois aliam estética, segurança, conforto e, como se não bastasse, economia. Os modelos antigos, barulhentos e de difícil manutenção deram lugar a equipamentos modernos e sofisticados como, por exemplo, a plataforma para acessibilidade para escadas da Projemak. Além de tudo, este modelo pode ser adequado a cada situação de escada e atender não só deficientes físicos, mas qualquer pessoa com mobilidade reduzida como gestantes, idosos, crianças e outros. Conheça o modelo em Plataforma de Acessibilidade para Escadas.



Vídeo Demonstrativo

Com tecnologia própria, a Projemak desenvolve projetos de plataformas elevatórias para acessibilidade, ajudando pessoas com mobilidade reduzida a se locomoverem usufruindo assim o seu direito básico de ir e vir.